Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

domingo, 9 de outubro de 2016

TEMPO DE POLÍTICA NOS INTERIOR

Madonna Rebel Heart Tour

Direito Penal Aula 1.1 - Teoria Geral do Crime Geovane Moraes

Direito Penal Aula 1.1 - Teoria Geral do Crime Geovane Moraes

Aula 2 1 Teoria Geral do Crime

Saber Direito: Curso "Teoria Geral do Processo" - Aula 5 - Ação

Direito Penal. Teoria do Crime 1/5. Fato Típico: conduta e resultado

Teoria do Crime - Direito Penal - AlfaCon

Direito Civil. Obrigações 3/5. Formas de Transmissão

Direito Civil. Obrigações 1/5. Introdução

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Bom dia, bom retorno!

Olá amigos e amigas, quero agradecer para os votaram em mim, para os que torceram e para os que ajudaram nessa campanha de todas as formas . Tive 131 votos, obrigada pois sei que quem votou foi por amizade e confiou em mim. Muito obrigada.
Em 2020, se Deus quiser, tentarei novamente.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Faltam 4 dias

Olá boa tarde,

Estamos na reta final da campanha, faltando 04 dias para as eleições, quero renovar meu pedido, peço seu voto para Vereadora de Aracaju, sou Dedinha Ramos, candidata com o número 43133, vamos renovar a Câmara de Vereadores, é hora de mudar. Vote 43133

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Bate-papo

Uma forma do eleitor saber como será seu candidato quando eleito é observar a sua campanha. Uma campanha sem fortes investidores, ou sem nenhum, é mais limpa, pois quem investe alto num candidato sempre vai exigir um retorno. O financiamento das campanhas é a grande base da corrupção no Brasil.
O que importa é uma campanha com baixo financiamento e um candidato que sempre fez um trabalho consistente, de base e por ideologia.  Por essa razão, fico tranquila pois mesmo com uma campanha simples, mas há a certeza de que os votos conquistados são de amigos, pessoas que não conhecem ainda mas dá um voto de confiança em seu potencial e pessoas que de alguma forma já visualizaram suas ações. Não é fazer drama que se tem uma campanha pé no chão, literalmente, e por isso merece chegar na câmara, é uma campanha que mostre quem realmente você é e não usar de máscaras.
Lógico que também temos dificuldades, somos trabalhadores. E ainda mais com salários sendo pagos atrasados há meses. Mais um motivo para protestar e querer um espaço maior para lutar pelos nossos direitos.
Mas é uma postura ideológica, onde o único compromisso que a gente tem de fato é com os eleitores, e não com financiadores que depois vão cobrar uma conta alta.
A atitude do candidato exige que ele use a criatividade para conseguir levar a campanha com as armas que possui, força, corpo a corpo e contato com o povo. Tenho a convicção que é o caminho mais difícil, diante de uma concorrência desproporcional, mas estrategicamente é um caminho mais sólido.

As dificuldades que passo passa nessa campanha são consequência da minha convicção de se comprometer somente com o povo.

Os eleitores têm que “ficar de olho” nas campanhas dos candidatos, “pois somos nós que pagamos a conta. Às vezes acham que estão tirando alguma vantagem, porque receberam algum tipo de ajuda, como tratamentos médicos, dinheiro, e ajuda de outro tipo, mas com isso não conseguem enxergar que esta vantagem temporária custa caro a médio prazo: depois vai no posto de saúde e não tem médico, demora um ano para marcação de exames na internet, quando marca, procura o eleito na câmara depois e nunca mais será recebido e quando é sempre para receber um “não posso”.

Outra ideia errada é a de que toda campanha recebe dinheiro do partido, não é verdade, o que há é ajuda no sentido de material gráfico, apoio logístico em alguns casos, e em outros só o popular “santinho”. Ajuda com insumos. Dinheiro nem sempre, se tem, nunca vi, nunca recebi. No meu caso recebi do majoritário santinhos e aguardando mais santinhos da coligação. Somente isso.
Na rua muitas pessoas perguntam, outras AFIRMAM, que todo candidato recebe grana para financiar campanha, não é verdade.
O fundo partidário é uma verba, onde uma parte do valor é dividido igualmente para todos os partidos. Mas pode ser passada em forma de insumos, material gráfico. O que acontece no meu caso. Quando o eleitor diz “que fulano ou cicrano tem campanha milionária” deve ser verba do próprio candidato.
Muitas vezes candidatos que são eleitos por conta do volume de campanha quando chega na Câmara não representam absolutamente nada. Ou estão ali por algum interesse pessoal. Não porque de fato tem uma ideologia, ideias ou propostas concretas.

Claro que eu gostaria de ter condições de fazer uma campanha melhor estruturada.  Mas, não tenho condições financeiras para isso.
Tem que ter muita disposição. Tem hora que começa a bater o desespero, porque não tem grana, não tem gente. Mas ao mesmo tempo você percebe que as pessoas estão aceitando a sua campanha e que tem espaço para uma campanha alternativa, só que falta pernas. Tem que ter muita ideologia, muito pé no chão, muita disposição para segurar a bronca. Sem contar que os eleitores estão muito descrentes dos políticos, o diálogo é essencial.

Ultimamente os amigos dizem que só falo em política, sim é verdade, o que o candidato mais gosta de fazer, é pedir voto. Eu estou desde cedo na rua, nos ônibus que já pego diariamente, na faculdade, no estágio, na roda de amigos é preciso falar mesmo em todos os lugares.

As pessoas que me ajudam são amigos e voluntários. Fico emocionada quando alguém diz que me viu na TV no programa eleitoral e não ia votar em ninguém, mas, mudou de ideia quando soube que eu era candidata.
Outra coisa que é injusta na campanha é o tempo de TV dos candidatos, muito curto e os pequenos são colocados em horários de difícil audiência, tive sorte essa semana que saí no intervalo da minissérie JUSTIÇA, grande audiência, aí muita gente pode assistir.
Enfim a jornada é grande, temos ainda 15 dias, e vamos a luta.

Participe você também do vento que espalha a mudança, divulgue nosso número para amigos e conhecidos, 43133 vote Dedinha Ramos.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Discriminação Etária na Eleição

Estava lendo no Blog Balanceiro ( José Balanceiro - Gestor de Recursos Humanos), um post sobre a Discriminação Etária. Muito interessante as colocações dele e verdadeiras. Praticamos esse tipo de discriminação constantemente, sem perceber, muitas vezes, quando por exemplo um paciente vai ao médico e é atendido por um profissional bem jovem, há relatos de pacientes que não confiam totalmente naquele médico por ser "novinho". Já em outros casos a discriminação é com o mais velho, frases do tipo, "tá muito velho para isso", ou "é a idade", sempre estão presentes no cotidiano.
Vejamos um caso recente nas carreatas e passeatas de um certo candidato o termo "novo", tem sido utilizado de duas formas: uma para definir a novidade no cargo pretendido e num sentido mais velado podemos perceber que se refere a idade dos concorrentes. Sugerindo que só uma mente jovem pode fazer benefícios e projetos. Não é bem assim, tanto o "novo" quanto os "velhos" têm competência para assumir o cargo, pode faltar outros atributos, mas capacidade todos têm de sobra.
É muito chato ouvir esse discurso do candidato com "discriminação etária". É um desrespeito com os adversários e o eleitor também percebe e está de olho, afinal os idosos também votam.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Olaria

Onde fica o bairro Olaria? Muita gente não conhece esse bairro em Aracaju, ou já ouviu falar mas não sabe pra que lado fica. Só lembram a localização quando sabe do que existe nas proximidades e vizinhanças, "fica perto do antigo matadouro", ou ainda, "fica ao lado do São Carlos", ou, "fica depois do Atacadão".
Sim, apesar de não aparecer muito nas estatísticas, o bairro Olaria fica na entrada de Aracaju, uma área em desenvolvimento, cheio de empresas conhecidas e renomadas, e chegando mais investimentos comerciais para aquela região. No entanto, esquecida pelo poder público, pois quando vem chegar um benefício por lá, já não é novidade na cidade.

Nosso bairro Olaria está precisando de mais atenção. Falta mais segurança, pois constantemente tem assaltos naquela região, infraestrutura, e, até mesmo na região dos condomínios a limpeza pública dos matos nos espaços urbanos só é feita de vez em quando, dando margem para os marginais se esconderem e assaltar as pessoas.

Tem também o problema das invasões de locais para construção de casas, em lugar que não é recomendado por questão de segurança. Na área principal entre os condomínios Sinai I e Sinai II, há um espaço que fica embaixo da alta tensão, local esse, que está sendo invadido aos poucos por moradores que estão demarcando para montar suas casas. Alheios ao perigo do local, pois não é recomendado construir embaixo daqueles postes de alta tensão.
Pesquisando pela internet há várias reportagens que falam sobre o perigo dessas construções, como se vê nos links abaixo:
(copie e cole no seu navegador)00


http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/perigos-das-torres-de-alta-tensao-podem-ir-alem-dos-choques-a7r3f60hfuo4cb681taz4cu32

http://www.jornaldaserra.com.br/1Ambiente/Torresdetransmissao/torre1.htm

Há risco inclusive no período de chuvas, pois o local é ponto de atração de raios que já causaram estragos em outros períodos chuvosos.

Já na vizinhança do antigo Matadouro uma ocupação existe há uns 4 anos e já tem casas de alvenaria, comércio, ruas e trata-se de uma ocupação cheia de problemas estruturais e de violência. Onde já morreram recentemente três jovens, além de outros ao longo da ocupação.

Conversando com moradores da região, é unânime a vontade de que algo seja feito naquele local abandonado do Matadouro, prédio público, onde há um anseio de todos que se construa algo que venha trazer benefício para todos da região.
Uma das sugestões mais aceitas é que se construísse no local um Posto de Saúde, de preferência uma unidade de pronto atendimento, que funcionando 24 horas, traria segurança para o local, por causa do movimento, melhorias para toda área, e, beneficiaria todos os moradores , em especial os mais carentes, vizinhos do local, pois, há outras comunidades desassistidas pela saúde municipal naquela área.
Como por exemplo, os moradores dos novos condomínios e das duas ocupações da redondeza que são atendidos como extra-área pelos postos do Conjunto Bugio, que fica sobrecarregado, pois tem que dar conta da sua área e de área extra.

É desejo da maioria dos moradores a construção desse Posto que vai beneficiar toda área.

Já próximo dos condomínios Riviera Park e Riviera Club, outra área vazia está sendo alvo de ocupações, e a violência na rua entre esses dois condomínios é diária, se passar a noite pela rua de acesso, quase diariamente é alvo de assaltos. Já teve tiroteio e assalto ao ônibus que faz a linha dessa área.

Essa área é tão esquecida que até os comícios, que estão circulando no momento pelos arredores, não sobe lá, acho que nem lembram que existe essa localidade.

Daí a importância de eleger uma pessoa da região para que possa lutar por melhorias para essa comunidade.

Em 02/10/2016, vote Dedinha Ramos 43133

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Aniversário de Melqui e Glícia

Ontem os jovens da célula comemoraram o aniversário do líder do grupo, Melqui e Glícia, foi muito legal.



Parabéns Melqui!

Parabéns Glícia!

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Reforma da Praça do Siqueira Campos

A Reforma prometida na Praça do Siqueira Campos, começou, mas, não da forma prometida. O que tá acontecendo é um remendo numa colcha de retalhos. Ontem observei que a "suposta obra", não passa de retoques no piso e pequenos reparos. Os frequentadores do local não estão nada satisfeitos com o processo lento e a forma que está sendo feita essa obra.
Neste Blog há anos que reclamamos pelas melhoria daquele local, vejam nos links abaixo: ( copie e cole no seu navegador).


http://dedinharamos.blogspot.com.br/2010/11/praca-do-siqueira.html


http://dedinharamos.blogspot.com.br/2010/04/siqueira-campos.html


Em 2010 a praça já estava no abandono, e hoje seis anos depois, nada mudou. Estão fazendo uma maquiagem para enganar os moradores. Estamos de olho.

Quebra-Molas

Vejo as pessoas reclamando a respeito do Quebra-Molas, implantado na rua do Hospital da Polícia Militar. Não entendo de trânsito, mas, naquela área tinha a necessidade de um redutor de velocidade, seja ele, quebra-molas ou radar, pois, os carros passam em alta velocidade por aquela curva, esquecendo que naquela área tem Hospitais e Escola. Deixando as crianças que ali transitam diariamente em situação de risco, de atropelamentos. Além de já ter presenciado vários acidentes naquele local.
Antes de reclamar, é preciso se EDUCAR.
Começou ontem a campanha eleitoral 2016, e agora é oficial, sou candidata a Vereadora pelo Município de Aracaju/SE, pelo Partido Verde (PV), com o número 43133. Vamos nessa caminhada buscando a vitória, para fazer a diferença na Câmara Municipal de Aracaju.
Vamos compartilhar com vocês leitores desse Blog, nossas ideias e propostas. E podem deixar também suas sugestões. Aqui você também poderá acompanhar a trajetória da campanha.




A campanha conta com a colaboração de amigos e amigas de longas caminhadas.
A arte desse Panfleto foi de Ana Elma, Radialista e poetisa de Japoatã, que
trabalha com artes gráficas, gravações de CD´s e Eventos.

Você também pode colaborar: Entre em contato conosco: dedinharamos@hotmail.com
Ou aqui no Blog da Dedinha. Um abraço.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Preservação da Leste

Uma notícia de 2013 sobre projeto para Preservação da Leste, no bairro Siqueira Campos é só mais um projeto esquecido nas gavetas da administração pública.

http://www.infonet.com.br/noticias/cultura//ler.asp?id=148635


Essa notícia foi de 2013, estamos em 2016 e nada foi feito por aquela área abandonada no centro de um dos mais tradicionais bairros de Aracaju, o bairro Siqueira Campos. Área que serve apenas para abrigo de marginais em determinados pontos, matos, animais peçonhentos, acúmulo de lixo e ponto de encontro para usuários de drogas. O muro que fica ao lado da rua Pernambuco entre rua Bahia e rua Amazonas está parecendo um queijo de tantos buracos, verdadeiras TRINCHEIRAS onde os marginais se escondem.

Veja as fotos do Google Maps do local abandonado:







sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Programa Sabatina Musical

Todo sábado, das 9h às 11h acontece o Programa Sabatina Musical, na Aperipê AM 630, com apresentação de Flávio Lima, participação da Professora Wilma Ramos, com o quadro Não Morda a Língua, Dedinha Ramos com notícias do dia a dia, J Nascimento com notícias policiais e outras informações culturais além de música de qualidade. Fique ligado (a)!
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4407854H3

oi

;

COPIE O LINK


National Geographic POD

ON

Link-me

blog Pictures, Images and Photos" border="0" />

giro pelo mundo

La isla Bonita