Pesquisar este blog

sábado, 30 de agosto de 2008

calcinha preta - titanic

vencedor - calcinha preta

o AMOR É LINDO CASAMENTO DE MARLUS E PAULINHA

casamento de marlus e paulinha



que lindo

calcinha preta vol 19

vamos dançar

tutti fruti

valneijós das antigas

http://www.mp3tube.net/musics/valneijos-olha-quem-chegou/204240/

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

jogo KILL BILL

Kill Bill
Kill Bill


TOU ANCIOSA PARA QUE LANCEM LOGO ESSE JOGO PARA PC PQ GOSTEI MUITO DESSE FILME O KILL BILL, E OLHE QUE NÃO SOU CHEGADA A FILMES VIOLENTOS MAS ESSE FOI A EXCEÇÃO DA REGRA, E O MODO COMO ELA SE VINGA DE SEUS INIMIGOS FOI DEMAIS.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Israel prepara exibição online dos Manuscritos do Mar Morto

Israel prepara exibição online dos Manuscritos do Mar Morto
Usando fotografia digital, cientistas também estão desvendando setores antes ilegíveis dos pergaminhos

Ethan Bronner - The New York Times
Tamanho do texto? A A A A
JERUSALÉM - Em um laboratório lotado e pintado de cinza, frio como uma caverna, meia dúzia de especialistas embarcaram, nesta semana, em um ato histórico: fotografar digitalmente cada um dos milhares de fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto com o objetivo de tornar o arquivo completo - um dos documentos mais examinados do mundo - disponível para download na internet.


Foto: AP





Equipados com poderosas câmeras que produzem imagens de grande resolução e lâmpadas que não emitem nem calor nem raios ultravioleta, os cientistas e técnicos estão desvendando setores antes ilegíveis, descobertas que podem ter um impacto significativo.



Os manuscritos de dois mil anos, encontrados na década de 1940 nas cavernas próximas ao Mar Morto em Jerusalém, contêm as cópias mais antigas já encontradas de todos os livros da Torá (exceto do Livro de Esther), assim como textos apócrifos e descrições de rituais dos judeus na época de Jesus Cristo. Os textos, a maior parte em peles mas alguns, em papiros, datam do terceiro século antes de Cristo ao primeiro século depois de Cristo.




Apenas uma pequena parte dos manuscritos existe em pedaços grandes, diversos deles em exibição permanente no Museus de Israel. A maior parte deles foi encontrada em 15 mil pedaços que totalizam 900 documentos, gerando diversas discussões sobre como ordenar as partes de maneira correta, assim como sobre a origem e significado do que está escrito neles.



A história contemporânea dos manuscritos também é tortuosa, porque eles estão entre as fontes mais importantes de informação sobre os judeus e o início da cristandade. Após sua descoberta inicial eles foram mantidos em um pequeno círculo de acadêmicos. Nos últimos 20 anos o acesso aos documentos aumentou significativamente, e em 2001 eles foram publicados na íntegra. Mas o debate ao seu redor apenas aumentou.




Acadêmicos pedem continuamente à Autoridade Israelense de Antiguidades, mantenedora dos manuscritos, acesso aos documentos, e museus de todo o mundo querem usá-los em suas exposições. No próximo mês, o Museu Judaico de Nova York vai iniciar uma exposição com seis dos manuscritos.




Os detentores dos manuscritos, pessoas como Pnina Shor, chefe do departamento de conservação de antiguidades, estão satisfeitos com tamanho interesse, mas argumentam que cada vez que os manuscritos são expostos à luz, umidade ou calor, eles se deterioram. Ela diz que mesmo sem essa exposição eles estão se deteriorando porque a tinta usada em alguns dos manuscritos, assim como as fitas adesivas usadas por acadêmicos na década de 1950, estão grudando os pedaços.



A coleção inteira foi fotografada apenas uma vez até agora - em 1950, usando infravermelho - e essas fotografias estão guardadas em uma sala de temperatura controlada porque mostram coisa que já se perderam dos manuscritos. Essas fotos também serão digitalizadas.



Esse processo levará de um a dois anos - ainda mais até chegar na web - e está sendo liderado por Greg Bearman, cientista aposentado do Jet Propulsion Laboratory da Nasa.

COMENTÁRIOS NOTÍCIAS RELACIONADAS

sábado, 23 de agosto de 2008

piadinhas uai

PIADA O EMPRESÁRIO E O MINEIRIM! É MUITO BOA....
> .> >>
> >> NUDEZ MINEIRA
> >>> Dois cumpadre de Uberaba tavam bem sossegadim fumando seus respectivo
> >>> cigarrim de paia e proseano.
> >>> Conversa vai, conversa vem, eis que a certa altura um deles pergunta
> >>> pro
> >>> outro:
> >>> - Cumpadre, u quê quiocê acha desse negóço de nudez?
> >>> - No que o outro respondeu:
> >>> - Acho bão, sô!
> >>> O outro ficou assim, pensativo, meditativo...e perguntou de novo:
> >>> - Ocê acha bão purcaus diquê, cumpadre?
> >>> E o outro:
> >>> - Uai! É mió nudês do que nunosso, né mesmo?
> >>
> >> SUTILEZA MINEIRA
> >>> O cumpadi, há muito tempo de olho na cumadi, aproveitô a ausência do
> >>> cumpadi e resolveu fazer uma visitinha para ver se ela não carecia de
> >>> arguma coisa...
> >>> Chegando lá, os dois meio sem jeito, não estavam acostumados a ficar a
> >>> sós....falaram sobre o tempo....
> >>> - Será qui chove?
> >>> - Pois é.....
> >>> Ficô um grande silêncio.....
> >>> Aí, o cumpadi se enche de corage e resorve quebrá o gelo:
> >>> - Cumadi....qui qui ocê acha: trepemo ou tomemo um café?
> >>> - Ah, cumpadi...cê mi pegô sem pó.....
> >>
> >> TREM CAIPIRA
> >>> Uma mulher estava esperando o trem na estação ferroviária de Varginha,
> >>> quando sentiu uma vontade de ir urgentemente ao banheiro. Foi....
> >>> Quando voltou, o trem já tinha partido. Ela começou a chorar.
> >>> Nesse momento, chegou um mineiro, compadeceu-se dela e perguntou:
> >>> - Purcaus diquê qui a sinhora tá chorano?
> >>> - É que eu fui urinar e o tre partiu....
> >>> - Uai, dona! Por caus dissu num precisa chorá não...tenho certeza
> >>> bissoluta qui a sinhora já nasceu com esse trem partido....
> >>
> >> CUNVERSA DE MINEIRIM
> >>> - Cumpadi, muié é bicho estranho, num é mêsss???
> >>> - Num gosta di pescá....
> >>> - Num gosta di futebor...
> >>> - Num sabi contá piada...
> >>> - Num toma umas pinguinha....
> >>> - Óia, cumpadi....si num tivesse xoxota, eu nem cumprimentava.
> >>
> >> MUIÉ MINEIRA
> >>> Os dois cumpadres pitavam o cigarrim de paia e prosiavam. Um deles
> >>> pergunta:
> >>> - Ô cumpadre, cumé que chama mesmo aquela coisa que as muié tem (faz
> >>> um sinal com as duas mãos), quentim, cabeludim, que a gente gosta, é
> >>> vermeia e que come terra?
> >>> - Uai...quentim... vermeia..? A gente gosta? Uái sô, só pode ser xoxota.
> >>> Mas
> >>> eu num sabia que comia terra, sô!!
> >>> O outro dá uma pitada no cigarro:
> >>> - Pois come, cumpadre. Só di mim, cumeu treis fazenda.
> >>
> >> DIPROMA
> >>> O velho fazendeiro do interior de Minas está em sua sala, proseando
> >>> com um amigo, quando um menino passa correndo por ali.
> >>> Ele chama:
> >>> - Diproma, vai falar para sua avó trazer um cafèzinho aqui pra visita!
> >>> E o amigo estranha:
> >>> - Mas que nome engraçado tem esse menino!! É seu parente?
> >>> - É meu neto! Eu chamo ele assim porque mandei a minha filha estudar
> >>> em Belzone e ela voltou com ele!
> >>
> >>> MINEIRIM NO RIDIJANEIRO
> >>> Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas praia, pé discarço. sem
> >>> camisa, caquele carção samba canção, sem cueca pur dibacho.
> >>> Os cariocas zombano, contano piada de mineiro. Alheio a tudo, o
> >>> mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a toda velocidade e
> >>> deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo mais.
> >>> Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na
> >>> pele.
> >>> Tudu mundo na praia tava oiano pro tamanho do 'amigão' que o mineirim
> >>> tinha.
> >>> O bicho ia até pertim do juêio...A turma nunca tinha visto coisa
> >>> igual. As muié cum sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro
> >> bicho.
> >>> O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
> >>> -Qui qui foi, uai? Seus bobãum... vão dizê qui quando oceis pula na
> >>> agua fria, o pintim doceis num incói tamém...?
> >>
> >>> TRAIÇÃO À MINEIRA
> >>> O amigo chega pro Carzeduardo e fala:
> >>> - Carzeduardo, sua muié tá te traino co Arcide.
> >>> - Magina!! Ela num trai eu não. Cê tá inganado, sô.
> >>> - Carzeduardo! Toda veiz qui ocê sai pra trabaiá, o Arcide vai pra sua
> >>> casa e prega ferro nela.
> >>> - Duvido! Ele não teria corage....
> >>> - Mais teve! Pode confiri.
> >>> Indignado com o que o amigo diz, o Carzeduardo finge que sai de casa,
> >>> sesconde dentro do guarda-roupa e fica olhando pela fresta da porta.
> >>> Logo vê sua mulher levando o Arcide para dentro do quarto pra começar
> >>> a sacanage.
> >>> Mais tarde, ele encontra com o amigo, que lhe pergunta o que houve.
> >>> E então, o Carzeduardo relata cabisbaixo:
> >>> - Foi terrive di vê!!!... ele jogou ela na cama, tirou a brusa.... e
> >>> os peito caiu....tirou a carcinha...e a barriga e a bunda
> >>> dispencaro......
> >>> tirou as meia...e apariceu aquelas varizaiada toda, as perna tudo
> >>> cabiluda.
> >>> E eu dentro do guarda roupa, cas mãos no rosto, pensava: 'Ai...qui
> >>> vergonha que tô do Arcide!!!'
> >>
> >>> UAI SÔ
> >>> Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e
> >>> parte para os finalmentes.
> >>> Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:
> >>> - Once more, once more, once more.....(tradução de once more: 'mais
> >>> uma
> >>> vez') E o mineirinho responde desesperado:
> >>> - Beozonte, Beozonte, Beozonte.....
> >>
> >>> O EMPRESÁRIO E O MINEIRIM!
> >>> Num certo dia, um empresário viajava pelo interior de Minas.
> >>> Ao ver um peão tocando umas vacas, parou para lhe fazer algumas
> >>> perguntas:
> >>> - Acha que você poderia me passar umas informações?
> >>> - Claro, sô!
> >>> - As vacas dão muito leite?
> >>> - Qual que o senhor quer saber: as maiáda ou as marrom?
> >>> - Pode ser as malhadas.
> >>> - Dá uns 12 litro por dia!
> >>> - E as marrons?
> >>> - Tamém uns 12 litro por dia!
> >>> O empresário pensou um pouco e logo tornou a perguntar:
> >>> - Elas comem o quê?
> >>> - Qual? As maiáda ou as marrom?
> >>> - Sei lá, pode ser as marrons!
> >>> - As marrom come pasto e sal.
> >>> - Hum! E as malhadas?
> >>> - Tamém come pasto e sal!
> >>> O empresário, sem conseguir esconder a irritação:
> >>> - Escuta aqui, meu amigo! Por quê toda vez que eu te pergunto alguma
> >>> coisa sobre as vacas você me diz se quero saber das malhadas ou das
> >>> marrons, sendo que é tudo a mesma resposta?
> >>> E o matuto responde:
> >>> - É que as maiáda são minha!
> >>> - E as marrons?
> >>> - Tamém!
> >>
> >>> INDO PARA A PESCARIA...
> >>> Os dois mineiros se encontram no ponto de ônibus em Cocalinho para uma
> >>> pescaria.
> >>> - Então cumpade, tá animado? pergunta o primeiro.
> >>> - Eu tô, home!
> >>> - Ô cumpade, pro mode quê tá levano esses dois embornal?
> >>> - É que tô levano uma pingazinha, cumpade.
> >>> - Pinga, cumpade? Nóis num tinha acertado que num ia bebê mais?!
> >>> - Cumpade, é que pode aparece uma cobra e pica a gente. Aí nóis
> >>> desinfeta com a pinga e toma uns gole que é pra mode num sinti a dô.
> >>> - É... e na outra sacola, o que qui tá levano?
> >>> - É a cobra, cumpade. Pode num tê lá...
> >>
> >>> MINEIRIM COMPRANDO PASSAGEM
> >>> O mineirin vai a uma estação ferroviária para comprar um bilhete.
> >>> - Quero uma passage para o Esbui - solicita ao atendente.
> >>> - Não entendi; o senhor pode repetir?
> >>> - Quero uma passage para o Esbui!
> >>> - Sinto muito, senhor, não temos passagem para o Esbui.
> >>> Aborrecido, o caipira se afasta do guichê, se aproxima do amigo que o
> >>> estava aguardando e lamenta:
> >>> - Olha, Esbui, o homem falou que prá ocê não tem passagem não!
> >>
> >>> A PESQUISADORA E O MINEIRIN
> >>> Uma pesquisadora do IBGE bate à porta de um sitiozinho perdido no
> >>> interior de Minas.
> >>> - Essa terra dá mandioca?
> >>> - Não, senhora. - responde o roceiro.
> >>> - Dá batata?
> >>> - Também não, senhora!
> >>> - Dá feijão?
> >>> - Nunca deu!
> >>> - Arroz?
> >>> - De jeito nenhum!
> >>> - Milho?
> >>> - Nem brincando!
> >>> - Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?
> >>> - Ah! ... Se plantar é diferente..
> >>>
> >>>

sábado, 16 de agosto de 2008

Terra - Música Madonna - 50 anos

Terra - Música Madonna - 50 anos: "Em 16 de agosto de 1958, às 7h08 da manhã, nasce Madonna Louise Ciccone na cidade de Bay City, subúrbio de Detroit, Estados Unidos. Seu pai, Silvio, era um engenheiro da Chrysler, de origem italiana. Sua mãe, Madonna Louise Fortin, tinha raízes em Quebec e na França. Madonna tem quatro irmãos - Martin, Mario, Christopher e Anthony - e três irmãs: Melanie, Paula e Jennifer"

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Ótimo curso

URSO DE CAPACITAÇÃO PARA NOVOS VOLUNTÁRIOS DA CVV

11/08/2008,

O CVV - Centro de Valorização da Vida e Prevenção do Suicídio é uma instituição filantrópica, sem qualquer vinculação política, que trata de questões de saúde pública como depressão e prevenção ao suicídio. O auxílio às pessoas necessitadas é feito por voluntários através de escuta telefônica ou atendimento pessoal. A propósito, no próximo sábado, 16 de agosto, o (CVV), estará realizando curso de capacitação de novos voluntários. O evento será realizado no Auditório do SESC Centro na rua Dom José Tomaz a partir das 14h. A inscrição poderá ser feita através do telefone 0800 28 44 456 ou na hora e local do evento. O curso é inteiramente gratuito.

Quando...

era adolescente li esse livro 2 vezes, "Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída", fiquei durante muito tempo comovida com a situação dela, com a dificuldade dela se livrar do vício, e achava que ela tinha conseguido. Ainda tenho esperança que um dia ela consiga.

Lamentável

Entretenimento (11/8/2008 17:26:58) Aumentar fonte da notícia Diminuir fonte da notícia
Christiane F. voltou às drogas, dizem jornais
Alemã que teve história contada em livro e filme nos anos 70 perdeu guarda do filho


BBC Brasil
reprodução


A alemã Christiane Felscherinow - protagonista do best-seller da década de 70 "Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída" - voltou a ganhar destaque na imprensa alemã por, supostamente, ter voltado ao vício, aos 46 anos de idade.

Uma reportagem do tablóide berlinense "B.Z." diz que a recaída foi um dos motivos que levou as autoridades do país a assumir a guarda do filho de Christiane, de 11 anos.

De acordo com o jornal, o menino está morando em um abrigo para crianças nas redondezas de Berlim, e os avós do garoto deverão ajudar a decidir onde será sua futura moradia.

Christiane F. tomou a primeira dose de heroína aos 13 anos e aos 14 começou a se prostituir para sustentar o vício.

Fuga
O novo drama de Christiane teria começado no começo desse ano, quando ela e o namorado decidiram emigrar para Holanda, levando o menino.

Ao tomar conhecimento do plano, o juizado de menores tomou a criança da mãe, com ajuda de policiais.

Pouco tempo depois, ela seqüestrou o próprio filho e fugiu para Amsterdã. Na capital holandesa, Christiane teria voltado a consumir heroína.

Após brigar com o namorado, a alemã voltou no fim de junho à Alemanha e, ainda no trem, entregou seu filho à Polícia Federal alemã.

Segundo a imprensa local, amigos e conhecidos contam que Christiane tem buscado as antigas amizades da época das drogas, passa a noite na casa de amigos e freqüenta uma praça de Berlim famosa como ponto de venda de entorpecentes.

O tablóide "Bild" cita a mãe de Christiane, que teria visitado o neto duas vezes no abrigo infantil. Ela se disse "chocada" com a situação e não sabe o que fazer para ajudar a filha.

De acordo com o periódico, o juizado afirmou que a criança só poderá voltar ao convívio da mãe caso Christiane supere seus problemas psiquiátricos e a dependência de drogas.

Recaídas
Após uma trajetória de repetidas tentativas de desintoxicação, a alemã parecia ter vencido a luta contra as drogas apesar de ter admitido, durante uma entrevista à televisão alemã em maio do ano passado, que temia "recaídas".

Christiane ainda disse que ingeria com freqüência a metadona, um medicamento usado na terapia para dependentes de heroína.

"Tomo diariamente uma dose pequena", afirmou, contando ter medo de enfrentar novos problemas que a impedissem de criar seu filho.

"De outra forma, não sei o que aconteceria", disse Christiane F. na época. "A metadona é para mim uma segurança, para que eu não caia num buraco."

Desempregada, dizia ainda se sentir à margem da sociedade, tendo como sua principal fonte de renda o dinheiro que recebe mensalmente pelos direitos do romance que a tornou famosa.

somos todos um

Amor, atração sexual e algo mais
por Flávio Bastos - flaviolgb@terra.com.br

O amor entre duas pessoas tem as suas regras, como a cumplicidade, a lealdade, o respeito e a admiração. Já a atração sexual, ou seja, aquilo que chamamos de "química" ou "tesão" é uma força irresistível que ninguém está imune de sentir por outra pessoa.

Pesquisadores ingleses garantem que a atração sexual se dá em 150 milésimos de segundo. É o tempo que leva para o cérebro responder se uma pessoa vale à pena. Acredita-se que a atração comece no hipotálamo, área do sistema nervoso responsável pela produção de hormônios que controlam características do organismo como a fome, o sono e o humor. Dali envia-se uma mensagem à hipófise, que produz hormônios para as glândulas sexuais. Essas reagem produzindo estrogênio, progesterona e testosterona. Em segundos o coração dispara, os músculos tensionam e o impulso é acionado.

No entanto, a sexualidade é algo complexo e não se restringe somente aos aspectos biológicos do indivíduo. Temos ainda a considerar os aspectos psicológicos e espirituais dessa complexidade chamada ser humano. A começar pelo conceito de sexualidade que concentra a raiz de nossos impulsos e desejos e que se expressa em todo o nosso ser, a agir como homem e mulher, e nos impulsiona a viver prazeirosamente. Dela decorre a sensualidade que é a vivência da sexualidade através dos sentidos e do prazer, como comer bem, cheirar deliciosos perfumes, acariciar outros corpos e o nosso próprio corpo, escutar música, admirar o belo, etc.

Em "Espiritualidade e Mística - Corporeidade e Sexualidade", Francisco Junges aborda a sexualidade como sendo também uma das vias de manipulação de nossos interesses, ao afirmar que "a cultura egocêntrica atual fez perder a compreensão da sexualidade como um todo, reduzindo-a aos sentidos e ao prazer físico que transformou-se em algo egoísta e dominador no social e em imoralidade no religioso; ao mesmo tempo que esta redução fez o senso de realidade e de beleza diversificada, impondo modelos de corpo ideal, com base no consumismo e na manipulação, o que fez aumentar a discriminação e o preconceito com tantos que portam uma diferença mais perceptiva em seu corpo".

A libido, segundo Freud, é a energia motriz dos instintos de vida, portanto, da conduta ativa e criadora do homem. O conceito psicanalítico de energia sexual aproxima-se da visão transcendente quando o espírito André Luiz, em "Sexo e vida" informa-nos, através da psicografia de Chico Xavier, que a energia sexual está ligada às profundezas da vida: "Examinando como força atuante da vida, o sexo, a rigor, palpitará em tudo, desde a comunhão dos princípios subatômicos à atração dos astros, porque, então, expressará força de amor gerada pelo amor infinito do Criador".

Para o Espiritismo, visto como ciência, religião e filosofia, o sexo é o conjunto de características morfológicas e de energias genésicas que determinam a atração sexual entre os seres. Por considerarmos que a ciência espírita reúna a mais completa definição da sexualidade humana, descreveremos a seguir um resumo das informações que encontram-se nas obras básicas de Allan Kardec:

1) A aplicação do sexo à luz do amor e da vida é pertinente à consciência de cada um, pois cada ser traz em si a sua problemática espiritual;

2) A sexualidade não é boa nem má, é neutra;

3) A direção do sexo e da sexualidade é estabelecida pelo espírito, pelo ser humano;

4) As energias sexuais são poderosas e estabelecem registros em nosso periespírito, podendo gerar, se desequilibradas, conseqüências cármicas das mais diversas;

5) A sexualidade está diretamente ligada à Lei de Causa e Efeito, sendo suas respostas ou reações proporcionais, os efeitos da alegria, da felicidade ou da dor. Depende da aplicação que lhe dermos;

6) Sexo é força procriadora, porta de entrada para a reencarnação. É lei da vida, é energia e prazer físico, mental e espiritual.

Portanto, a visão biológica da atração sexual observada como uma "força irresistível e incontrolável", somente trará felicidade se associarmos a essa característica humana, "ingredientes" psicológicos e espirituais indispensáveis ao homem concebido na sua totalidade bio-psico-espiritual. E na busca desse ponto de equiíbrio vital, Francisco Junges resume o que precisamos desenvolver internamente para nos sentirmos pessoas sexualmente realizadas: "Toda espiritualidade e mística passam pelo corpo. Sexualidade e transcendência se pertencem mutuamente, um não está completo sem o outro. Assim, percebemos que para desenvolver uma sadia espiritualidade e chegar a transmitir uma mística, é indispensável a harmonia entre corpo, mente e espírito, que requer a aceitação de nós mesmos como somos e com as diferenças e as limitações que tivermos, recuperando assim a capacidade de reconhecer e admirar a harmonia e a beleza existentes num corpo ou numa mente com diferenças mais significativas".

Psicanalista Clínico e Interdimensional
www.flaviobastos.com

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

PÉSSIMO GOSTO

PÉSSIMO GOSTO
FOI DE PÉSSIMO GOSTO AQUELA CAPA DO CINFORM DESTA SEMANA, DESTACANDO A FOTO DO HOMEM DE ITABAIANA QUE COMETEU AQUELE TRÁGICO HOMICÍDIO E EM SEGUIDA COMETEU O SUICÍDIO. QUE A NOTÍCIA TINHA QUE SAIR , CONCORDO, MAS ESTAMPAR NA CAPA A FOTO DO RAPAZ, NU, AINDA DANDO DESTAQUE A TARJA NAS PARTES ÍNTIMAS DO MORTO, FOI DE MAU GOSTO E RIDÍCULO. EU IA NA BANCA PARA COMPRAR NA SEGUNDA POIS PROCURO CLASSIFICADOS DE IMÓVEIS E DESISTI, NÃO DOU IBOPE PARA TRAGÉDIA, FAZENDO DA DESGRAÇA ALHEIA UM MOTIVO DE LUCRO E ZOMBARIA. UMA PENA UM JORNAL DE TÃO GRANDE CIRCULAÇÃO SE DAR A ESSE TRABALHO APELATIVO. DEDINHA RAMOS.

oi

;

COPIE O LINK


National Geographic POD

ON

Link-me

blog Pictures, Images and Photos" border="0" />

giro pelo mundo

La isla Bonita